Gestão Kireeff: Superfaturamento de R$ 500 mil no aluguel de banheiros químicos para feiras

//Gestão Kireeff: Superfaturamento de R$ 500 mil no aluguel de banheiros químicos para feiras

Gestão Kireeff: Superfaturamento de R$ 500 mil no aluguel de banheiros químicos para feiras

 

Uma auditoria realizada pela CGM (Controladoria-Geral do Município) apontou superfaturamento de R$ 500 mil em licitação para o aluguel de banheiros químicos realizada em novembro de 2015 na CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), quando era presidente José Carlos Bruno de Oliveira, o Zeca Bruno, e Alexandre Kireeff era o prefeito de Londrina. O relatório foi encaminhado para defesa da CMTU, que não foi acatada pela CGM. O documento também já foi enviado ao atual prefeito, Marcelo Belinati (PP), e ao MP (Ministério Público). A promotora Sandra Koch instaurou inquérito civil em março deste ano. As informações são de Loriane Comeli na Folha de Londrina.

De acordo com o relatório, que tem 10 páginas e foi concluído em dezembro de 2016, o preço pago pela CMTU pela diária de um banheiro químico – destinado a feiras livres e outros eventos – foi de R$ 259, quando a prefeitura, na última contratação, em 2016, pagou R$ 129 por unidade, o que significa que o sobrepreço teria sido de R$ 130. Como a companhia locou 4.364 unidades até novembro de 2016, o superfaturamento apurado seria de R$ 567.320,00.

O relatório sugere que o sobrepreço foi artificialmente incluído no edital da licitação na modalidade pregão presencial (PG 210/2015). Para formar o preço do edital, a administração deve solicitar, no mínimo, três orçamentos. Neste caso, dois foram encaminhados em 18 e 25 de setembro com preços de R$ 260 e R$ 279. Entretanto, em 26 de outubro, uma terceira empresa, de Ponta Grossa, enviou orçamento com preço unitário de R$ 570.

Um detalhe não escapou aos auditores: embora o orçamento tenha sido enviado em 26 de outubro, “no dia 30/09/2015, já se considerava na planilha de cálculo do preço máximo unitário, da CMTU, o orçamento da mesma (empresa)”. “Esse procedimento elevou o valor máximo artificialmente, pois, o valor apresentado pela (terceira) empresa é superior em 119,23% ao de uma empresa e 104,30% do que o da outra”, escreveram os auditores.

Com isso, o valor médio fixado como teto da licitação foi de R$ 369,67. “Causa estranheza que um orçamento com data tão posterior seja inserido no cálculo, em especial considerando que esse valor é mais que o dobro dos demais preços.”

A CGM fez um levantamento dos preços praticados em licitações anteriores em prefeituras de municípios de outros Estados, do Paraná e em licitações realizadas pela Prefeitura de Londrina. Os valores são significativamente menores.

Em 2014, as prefeituras de Cruz Machado (Sudeste) e Francisco Beltrão (Sudoeste) locaram banheiros químicos por R$ 100 e R$ 138, respectivamente; em 2016, a Prefeitura de Maringá contratou o serviço por R$ 113 e a de Jacarezinho (Norte Pioneiro), por R$ 155; já a Prefeitura de Londrina obteve o preço de R$ 89,72 em pregão eletrônico realizado em 2015 e de R$ 129 em pregão presencial feito em 2016. A média de preços dessas contratações é de R$ 121. “Nota-se que o valor máximo do edital em análise foi 205% superior ao de nossa pesquisa”, apontam os auditores, referindo-se ao preço máximo do edital de licitação da CMTU.

Como conclusão, o relatório aponta que “não faz sentido que o preço contratado pela CMTU seja o dobro do contratado pela prefeitura”, considerando que o objeto da licitação era praticamente o mesmo. O relatório fala que há risco de “anulação do processo licitatório pelos órgãos externos de fiscalização, como Tribunal de Contas do Estado e abertura de inquérito pelo Ministério Público Estadual, por suspeita de superfaturamento, para apuração de improbidade administrativa”.

Entre as recomendações, a CGM sugere que a CMTU instaure procedimento administrativo para apuração dos danos ao erário e para responsabilização de quem deu causa ao superfaturamento.

(foto: Devanir Parra/CML)

link matéria
http://www.folhadelondrina.com.br/politica/cgm-aponta-superfaturamento-em-aluguel-de-banheiros-quimicos-980529.html

2017-06-26T17:42:49+00:00 junho 26th, 2017|Categories: Últimas|0 Comments

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.

This Is A Custom Widget

This Sliding Bar can be switched on or off in theme options, and can take any widget you throw at it or even fill it with your custom HTML Code. Its perfect for grabbing the attention of your viewers. Choose between 1, 2, 3 or 4 columns, set the background color, widget divider color, activate transparency, a top border or fully disable it on desktop and mobile.